Notícias

ERSAR alerta para uso indevido de purificadores de água

Agua da torneira

Em Portugal, os resultados do controlo efetuado á qualidade da água da torneira garantem uma elevada segurança na proteção da saude humana. O indicador de àgua segura em Portugal é atualmente de 98%. Estes resultados reforçam a ideia que não existe qualuqer justificação para os consumidores adquirirem e instalarem sistemas de tratamento domésticos de àgua, vulgo purificafores, quando são abastecidos pela rede pública de abastecimento.

No entanto, tem-se verificado nos ultimos anos que algumas empresas tentam comercializar purificadores de àgua recorrendo a uma experiência enganadora e tentando assim convencer os consumidores da necessidade de tratamento adicional da àgua da torneira.

A ERSAR tem recebido diversos pedidos de informação de consumidores e empresas sobre esta matéria aos quais sempre tem respondido que a alegada demonstração de falta de qualidade da àgua da torneira é baseada numa experiência cujos resultados são tecnicamente mal intrepertados, demostrando uma falta de conhecimento básico  necessário para uma área tão sensivel como é a qualidade da àgua.

Uma das demonstrações, frequentemente realizadas é eletrolise da àgua da torneira, no qual os sais minerais e compostos que existem na água são separados através da corrente elétrica, acumulando-se nos elétrodos colocados dentro da água. a acumulação destes compostos e sais minerais nos elétrodos forma uma pelicula visivel, devido á separação dos diferentes elementps quimicos naturalmente presentes na água destinada ao consumo humano.

A segunda parte da demonstração consiste, regra geral, em realizar o mesmo procedimento na àgua filtrada pelo "purificador" que se pretende comercializar. Esess aparelhos recorrem a processo de osmose inversa ou de permuta iónica, onde os sais minerais oresentes na água são retidos, pelo que quando ocorre a elétrolise dessa água nao se forma a referida pelicula.

Nessas demonstrações pretende-se,  por vezes,levar o consumidor a acreditar que a àgua que chega a sua casa pela rede pública tem uma má qualidade. Na verdade, a osmose inversa, ao eleminiar os sais minerais dissolvidos na àgua, transforma uma àgua mineralizada e equilibrada no equivalente a àgua destilada, como utilizada, por ex., no ferro de engomar. Na verdade esses equipamentos produzem uma àgua de composição mineral desiquilibrada e que em nada ajuda na proteção da saude humana.

A ERSAR reafirma qua não há necessidade de efetuar tratamentos adiccionais à àgua da rede publica de abastecimento e aconselha os consumidores a informar-se junto da ERSAR das entidades distribuidoras de àgua e das Autoridades de Saude antes de adquirirem esses equipamentos.

FONTE: INDUSTRIA E AMBIENTE, Março, Pag.37

 

 

A qualidade da água fornecida aos seus utilizadores é uma preocupação constante da ÁGUAS DO PLANALTO.

 

A ÁGUAS DO PLANALTO tem vindo a apostar e intervir no desenvolvimento de novos processos de tratamento e desinfecção de água, realizando ao longo de todo o seu processo milhares de análises para monitorizar a evolução da qualidade da água.

A ÁGUAS DO PLANALTO  foi distinguida com o selo de Qualidade Exemplar da Água para Consumo Humano atribuido pela Entidade Reguladora ERSAR, tendo o Indicador de Água Segura uma avaliação acima dos 99%.